Home Blog do Willians Notícias Aumento de mortes por covid-19 em dez regiões de SP contraria discurso ‘otimista’ de Doria

Aumento de mortes por covid-19 em dez regiões de SP contraria discurso ‘otimista’ de Doria

9 min read
0
0

Dez regiões do estado de São Paulo registraram aumento de mortes por covid-19 na comparação com as semanas anteriores, segundo relatório do Plano São Paulo divulgado hoje (4). Os dados vão de encontro ao discurso otimista do governador paulista, João Doria (PSDB), durante coletiva para anunciar os resultados de seu governo no combate à covid-19 em São Paulo.

Além disso, nove regiões registraram aumento no número de novas internações e outras sete tiveram aumento de novos casos. Com isso, o estado apresentou uma estabilidade na comparação com os dados divulgados em 20 de agosto. Mesmo assim, cinco regiões avançaram para a fase 3-amarela da flexibilização da quarentena e apenas duas permanecem na fase 2-laranja.

O aumento das mortes por covid-19 em São Paulo chegou a 82% na região de Franca, maior índice registrado no período. Além desta, tiveram mais mortes as regiões de Marília (64%), Ribeirão Preto (48%), Araraquara (42%), Barretos (33%), Piracicaba (33%), São José do Rio Preto (17%), Bauru (13%), Baixada Santista (12%) e sub-região Sudeste da Grande São Paulo (8%). Em todo o estado, o índice registrou queda de 1%.

Em relação às internações, registraram alta as regiões de Registro (22%), Araçatuba (20%), Franca (15%), Marília (15%), Barretos (10%), sub-região Sudeste da Grande São Paulo (4%), Presidente Prudente (2%) e São João da Boa Vista (2%). Já o número de casos teve aumento em Sorocaba (49%), Ribeirão Preto (43%), Piracicaba (34%), Franca (4%) e as sub-regiões Oeste (20%), Sudeste (14%) e Sudoeste (13%) da Grande São Paulo.

Apesar disso, cinco regiões avançaram para a fase 3-amarela do Plano São Paulo: Marília, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, São João da Boa Vista e Registro. Apenas as regiões de Franca e Ribeirão Preto permanecem na fase 2. No entanto, isso se deve, em parte, ao afrouxamento das regras do plano por Doria, há cerca de um mês, já que Presidente Prudente e São José do Rio Preto têm mais de 70% de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva, índice que as enquadrava na fase 2-laranja no início da flexibilização da quarentena.

Aglomerações no feriado

Doria pediu à população que mantenha o cuidado com as ações de isolamento social, uso de máscara e evite aglomerações durante o feriado prolongado da Independência – 7 de setembro. No entanto, não apresentou nenhuma medida para evitar que a população viaje em massa para cidades litorâneas ou turísticas nos próximos dias. Apenas disse que 20 mil policiais militares estarão disponíveis para as cidades que solicitarem apoio em suas próprias medidas de contenção de acesso ou para evitar aglomerações.

“Peço que todos tenham cuidado e zelo ao saírem de suas casas. Cada município tem o direito de estabelecer os seus limites para parques, praças, praias e calçadões. O governo de São Paulo apoiará aqueles que solicitarem formalmente o apoio da PM no sentido de proteger a vida de seus cidadãos. Aglomerações colocam em risco a sua vida e as de outras pessoas. Usem máscara, sigam o exemplo correto e façam o distanciamento social de um metro e meio”, disse Doria.

O secretário de Estado da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos, deixou claro que o governo estadual não vai realizar nenhuma ação, apenas acompanhar a ação de Guardas Civis e agentes de Vigilância em Saúde dos municípios. “Neste feriado, estamos focados em apoiar e contribuir com os agentes municipais no combate e fiscalização à pandemia. A missão dos policiais é apoiar agentes municipais de saúde e segurança”, afirmou. Esse tipo de ação, no entanto, existe desde o início da quarentena, em 23 de março.

Estradas
Nenhuma estrada terá bloqueio de acesso, bem como todos os estabelecimentos e espaços públicos ou privados já autorizados a funcionar não terão qualquer restrição adicional. As praias também vão estar liberadas para atividades físicas. Os pontos de fiscalização que serão implementados são os já típicos de operações em feriados, com testes de bafômetro e verificação do uso obrigatório de cinto de segurança, assentos infantis e capacetes.

A Ecovias, concessionária privada que administra o sistema Anchieta-Imigrantes, informou que não está prevista operação especial para o feriado prolongado. No entanto, se a demanda de veículos for grande, a operadora terá de intervir e estabelecer a chamada operação descida.

“A Ecovias espera que o distanciamento social seja cumprido, portanto, a empresa não tem parâmetros para fazer previsão de tráfego para o feriado de 7 de setembro. Para apoiar na conscientização da população e ajudar na prevenção contra o novo coronavírus, nesta sexta e sábado, a Ecovias vai distribuir máscaras e uma mensagem educativa aos motoristas que passarem pelas praças de pedágio das rodovias Imigrantes e Anchieta”, informou a concessionária.

Quer mais assuntos assim?

Receba nosso boletim direto para sua caixa de entrada!

Não se preocupe, nós não enviamos spam

Carregar mais notícias
Load More In Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja

PT lança Plano de Reconstrução do Brasil

Proposta apresentada nesta segunda-feira, 21 de setembro, pelo PT e Fundação Perseu Abramo…